Biografia de Tanlan

A história da Tanlan começou no coração dos irmãos Tiago e Fernando Garros, lá nos idos da década de 90, e que contagiou o coração de Fábio Sampaio, pernambucano recém-chegado de Manaus em 2001, e de Beto Reinke, companheiro de igreja de Fernando.

Igreja? Sim. A ideia tinha justamente a ver com isso. A inquietação que movia estes quatro jovens era exatamente esta: Por que o cristianismo que os unia parecia tão desconexo do mundo em que viviam? Será que o cristianismo poderia não ter nada a dizer para o “mundo real”?

E assim, a ideia começou a brotar. Ainda embrionária, deu seus primeiros passos com a Fábio Sampaio e Banda, projeto acústico, despretensioso, que juntava Fábio, Beto, Tiago e o amigo Marcus Vinícius na bateria, e que ganhava certa notoriedade pelas letras fora do padrão “igrejeiro” e pela sonoridade acústica. Mas a inquietação continuava, e a ideia amadurecia.

Com a saída de Vinicius, Fernando se junta aos 3 e nasce a Tanlan, que se tranca na sala de ensaios por mais de um ano, discutindo, ensaiando, compondo, ajustando as arestas, fazendo amadurecer a ideia de fazer música que pudesse ser relevante e comunicável tanto a gregos como a troianos. O virtuoso guitarrista Kiko Magioli se une aos 4, mas após a gravação de algumas demos vê-se que o som não era bem aquele, e que a verve pop/rock seria a estética adotada pela banda.

Fonte: Site Oficial Tanlan



 



>